Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas
 
NOVIDADES

Até que ponto as nanopartículas podem representar riscos ?

As nanotecnologias são consideradas como o mercado de expansão do futuro. Entre outras tecnologias, são usadas na tecnologia da informação, em medicina, nos produtos cosméticos, etc. Não obstante, não há muitos estudos sobre as conseqüências das nanopartículas sobre células humanas. O que, por exemplo, estaria acontecendo nos pulmões quando na inalação de nanopartículas. Examinar as conseqüências das nanopartículas sobre o homem e o meio ambiente é o objetivo do Projeto INOS (Identificação e Avaliação das Incidências das Nanopartículas sobre o Meio Ambiente e a Saúde), encorajado pelo Ministério Federal de Pesquisa da Alemanha.

O Centro Max-Bergmann de Biomateriais, em Dresden, a Faculdade de Medicina da Universidade Técnica de Dresden, o Instituto Fraunhofer, de Dresden, para as tecnologias e sistemas cerâmicos, a empresa Namos GmbH e o Centro de Pesquisa sobre o Meio Ambiente, de Leipzig-Halle participam do Projeto.





Micrografia de Nanopartículas.

Créditos: Volkmar Richter, Fraunhofer-Institut Keramische Technologien und Systeme Dresden (IKTS).


Tal Projeto deverá resultar numa base de dados pública, que informará sobre o (ou os) risco (s) eventual (ais) das nanopartículas. Ao mesmo tempo, para as PME (Pequenas e Médias Empresas), será possível avaliar de modo apropriado seus futuros produtos, a fim de facilitar a introdução dos nanomateriais no mercado.

Fraunhofer-Gesellschaft (http://www.fraunhofer.de), consultado em 22 de setembro de 2006 (Tradução/Texto - MIA) .


Nota do Managing Editor: a ilustração que aparece nesta matéria não consta do texto original. Foi obtida do site do Fraunhofer-Institut Keramische Technologien und Systeme Dresden (IKTS). A sigla INOS corresponde a "Identification and Assessment of the Risks of Engineered Nanoparticles on Human Health and Environment".


<< voltar para novidades

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco