Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2019

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 
NOVIDADES

Referência em nanotecnologia ministra palestra na UEPG.

O X Simpósio de Graduação e Pós-Graduação em Química da UEPG teve início nesta terça-feira (25), com o tema “Dez anos do Simpoquim: reflexão crítica e transformações”. A palestra de abertura, “Nanotecnologia (NoT) nas coisas: fundamentos, oportunidades e desafios”, foi ministrada pelo professor Oswaldo Luiz Alves, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Na ocasião, estavam presentes o reitor Miguel Sanches Neto e os chefes do Setor de Ciências Exatas (SEXATAS) e do Departamento de Química.

Oswaldo é professor do Instituto de Química da Unicamp e coordenador do Laboratório de Química do Estado Sólido, um dos laboratórios pioneiros do Brasil em pesquisas de nanotecnologia, credenciado na rede mundial NANoREG, faz parte do conselho de administração do Centro Nacional de Pesquisas em Energia e Materiais (CNPEM), de Campinas e é Vice-Presidente Regional da Academia Brasileira de Ciências. O professor recebeu diversos prêmios e títulos, bem como participa de outras sete sociedades científicas.



Na palestra, Oswaldo discutiu diferentes aspectos da nanotecnologia, como sua contribuição na área médica, sobretudo com novas terapias para câncer, terapias usadas para transplantes, stents e veículos de drug delivery para diferentes tipos de doenças. Também mencionou sua aplicação em eletrônica, em tecidos (como os antibacterianos) e no tratamento avançado de água.

Ao final, discutiu os grandes desafios da nanotecnologia e sua conexão com a internet das coisas, com cidades inteligentes, com big data, machine learning e inteligência artificial. "Esta área tem um impacto muito grande sobre a sociedade. Foi significante apresentar todos esses aspectos para uma plateia jovem que provavelmente deve encontrar essa plataforma de conhecimento em algum momento de sua formação ou atividade profissional. É essencial sensibilizá-los para a importância e para as possibilidades de atuação que a nanotecnologia pode vir a oferecer”, destaca Oswaldo.

Assessoria de Imprensa - UEPG. Posted: Set 26, 2018.



<< voltar para novidades

 © 2001-2019 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco