Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2020

2019

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 
NOVIDADES

Produção de eletrônicos : a reciclagem de produtos químicos ganha em eficácia.

A produção de eletrônicos vai se tornar mais virtuosa em matéria de meio ambiente. A Panasonic acaba, efetivamente, de desenvolver uma tecnologia mais eficaz de reciclagem de produtos químicos utilizados na produção de eletrônicos. E esta tecnologia não é reservada apenas ao uso interno, ela será disponibilizada para todo mundo.

Uma extensa gama de produtos químicos é utilizada na produção de eletrônicos. A fabricação de circuitos impressos emprega, por exemplo, solventes de todo tipo, para decapar ou ativar certos elementos do circuito. Estes agentes químicos são finalmente eliminados por limpeza líquida, resultando, assim, grandes quantidades de efluentes industriais a serem tratados.



Tornar a produção menos poluente.

Créditos: Industrie & Technologie.


A tecnologia de reciclagem da Panasonic se apóia sobre a técnica de destilação fracionada. Tal técnica permite recuperar de 70% a 95% de produtos químicos que, em seguida, podem ser reutilizados no processo de produção. Segundo a Panasonic, isto se traduz em uma redução de 30% de custos industriais e uma diminuição de 70% no impacto ambiental.


Recuperar até 4 produtos

Os resíduos químicos gerados pela produção de eletrônicos compreendem também metais pesados, resinas e outros produtos químicos dissolvidas na água, além de agentes químicos utilizados como matéria-prima. O procedimento desenvolvido pela Panasonic explora os diferentes pontos de ebulição dessas impurezas, para poder separá-las por destilação. Enquanto as tecnologias tradicionais recuperam apenas dois produtos químicos diferentes, a tecnologia do grupo japonês permite separar e recolher três a quatro produtos químicos diferentes.

O equipamento se compõe de uma torre de destilação, de uma bomba de circulação, de um concentrador e de um reservatório de armazenamento de líquido reciclado. Ele é instalado entre a estação de tratamento de resíduos líquidos e o dispositivo de alimentação de produtos químicos da fábrica.

IT (Tradução - MIA).


<< voltar para novidades

 © 2001-2020 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco