Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas
 
NOVIDADES

Nanotecnologia versus água insalubre, resultado : água potável !

Água potável, um problema mundial. Como oferecer uma água potável a milhões de seres humanos? Pois bem, uma solução acaba de ser encontrada, por meio de uma espécie saquinho de chá, cheio de nanofibras.

Com mais de 20.000 mortes por ano, devidas à água contaminada, e 1 bilhão de pessoas que não têm acesso à água potável, esta descoberta é de suma importância.

A partir destes dados alarmantes e dramáticos, pesquisadores sul-africanos projetaram um sistema de purificação de água, com base na nanotecnologia e materializado num saquinho de chá, que tem um custo estimado de cerca 0,40 euros. Transportável, com efeito imediato e sem possibilidade de recontaminação, o saquinho de chá pode, finalmente, ser um bem- sucedido método de massa para as populações afetadas.





Saquinho de chá pronto para ser usado na purificação da água.

Créditos: Futura Sciences.



Como isso funciona?

Funciona pela combinação das fibras em nanoescala, ultrafinas, que filtram contaminantes nocivos, enquanto os grãos de carvão ativado eliminam as bactérias. Assim, basta colocar o saquinho de chá no gargalo de uma garrafa de água e, com segurança, tomar a água que passa pelo filtro.

"Com a umidade, as nanofibras irão se desintegrar em alguns dias e não terão impacto sobre o meio ambiente. As matérias-primas que constituem o saquinho do filtro de chá não são tóxicas para os seres humanos.", destaca Marelize Botes, responsável por este desenvolvimento e pesquisadora em microbiologia na Universidade de Stellenbosch, África do Sul.




Saquinho de chá (purificador), antes e após o uso.

Créditos: Futura Sciences.



"As nanotecnologias são o futuro para inúmeros problemas. Dominá-las, portanto, se torna tarefa importantíssima. Nós as vemos aqui com possibilidade para disponibilizar água potável, em grande escala, através de uma solução simples e econômica", finaliza a pesquisadora.

Enerzine (Tradução - MIA).


<< voltar para novidades

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco