Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas
 
NOVIDADES

Sistema hormonal de homens e animais pode sofrer interferências de produtos químicos do meio ambiente.

A união européia subvencionou três anos de pesquisas, nas quais participaram 64 equipes, com o objetivo de verificar os efeitos dos pesticidas, hormônios e produtos químicos do meio ambiente sobre a saúde.

O programa de pesquisas, batizado como CREDO (do inglês Cluster of Research Endocrine Disruption in Europe) apresenta, agora, o resultado dos estudos realizados.

A influência de determinados produtos químicos sobre os órgãos sexuais e o sistema hormonal de cobaias de laboratório foi estudada dentro do Projeto EURISKED (Multiorganic Risk Assesment of Selected Endocrine Disruptors, do inglês), na Universidade de Göttingen (Alemanha).

Tais produtos são aqueles usados como plastificantes nas embalagens alimentares, como filtro UV, nos protetores solares, ou, ainda, como conservantes, nos cremes para a pele. Alvos das pesquisas foram também os pesticidas, inseticidas e alguns herbicidas usados na agricultura.




Principais pontos sensíveis de possíveis mudanças endocrinológicas em humanos.

1. Glândula Pituitária; 2. Tireóide e Paratireóide; 3. Timus; 4. Glândula Supra-renal; 5. Pâncreas; 6. Ovários; 7. Testículos.

Créditos: Institut National de Recherche et de Sécurité (INRS) - França


Infelizmente, os resultados das pesquisas não podem ser comemorados, uma vez que vieram a confirmar suposições dos cientistas, segundo as quais os efeitos dos produtos em questão apresentam um caráter desregulador sobre o sistema hormonal de animais e seres humanos.

E as coisas não param por aí. Os resultados apontaram, ainda, além dos órgãos sexuais: testículos e ovários, outras partes do corpo que podem ser igualmente afetadas - o cérebro, a hipófise, a glândula tireóide, o fígado, os ossos, o tecido adiposo...

Press Release, Universidade de Göttingen, July 20, 2006 (Tradução/Texto - MIA).


<< voltar para novidades

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco