Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas

 
NOVIDADES

Projeto mundial fará censo de 30.000 produtos químicos.

É comum vermos na mídia pouco qualificada, em estabelecimentos comerciais - principalmente nos do ramo de alimentação -, e, até mesmo em rótulos de alguns remédios de farmácias de manipulação, frases como: "não contém química"; "sem adição de química"; "pão sem química nem composição" (esta, impressa em um saquinho de papel usado nas padarias, destinado à embalagem do produto), para ficarmos apenas por aqui.

A Química "paga o pato" pelo emprego indevido, inadequado (consciente, ou não) que é feito de certas substâncias. O que está por trás de tudo isso é a idéia gerada no imaginário popular de que, onde entra "química", não pode ser boa coisa, deve ser prejudicial, portanto, é bom ficar longe de certos produtos ou procedimentos. E a Química faz parte incontestável de nossa vida, de nosso dia-a-dia!

Mas, um ditado popular, bastante conhecido, diz que "a voz do povo é a voz de Deus". Vai daí que, atrás de toda essa "sabedoria" popular há, por vezes, um fundo de razão. Tanto é assim que, dos aproximadamente 100.000 produtos químicos usados na indústria mundial, para uma grande parte deles, os efeitos sobre a saúde humana e o meio ambiente não são ainda conhecidos.




Produtos Químicos

Créditos: REACH



Feita tal constatação, a boa notícia é que a REACH (Registration, Evaluation and Authorisation of Chemicals), da Europa, deverá tornar possível que, até 2007, 30.000 dessas substâncias sejam analisadas.

Um projeto de cooperação entre biólogos, químicos e pesquisadores ligados à informática será levado a cabo graças ao Centro de Técnicas da Informação e de Cálculos à Grande Velocidade (ZIH), da Universidade Técnica de Dresde, Saxônia (Alemanha), inserido no quadro do Projeto CHEMOMENTUM.

Trata-se de uma tentativa de criar uma rede "GRID", que tornará possível interligar computadores do mundo todo e, assim, efetuar a troca de dados, graças a uma unidade virtual.

Aproximadamente 2.600.000 euros da União Européia serão usados para subvencionar o Projeto CHEMOMENTUM.

Os resultados, quem sabe, poderão alertar devidamente os consumidores para certos produtos, aliviando "um pouco" o peso das costas da Química.

REACH (http://ecb.jrc.it/REACH/), consultado em 08 de agosto de 2006 (Tradução/Texto - MIA).


<< voltar para novidades

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco