Laboratório de Química do Estado Sólido
 LQES NEWS  portfólio  em pauta | pontos de vista | vivência lqes | lqes cultural | lqes responde 
 o laboratório | projetos e pesquisa | bibliotecas lqes | publicações e teses | serviços técno-científicos | alunos e alumni 

LQES
lqes news
novidades de C&T&I e do LQES

2010

2009

2008

2007

2006

2005

2004

2003

2002

2001

LQES News anteriores

em foco

hot temas
 
NOVIDADES

Projeto mundial fará censo de 30.000 produtos químicos.

É comum vermos na mídia pouco qualificada, em estabelecimentos comerciais - principalmente nos do ramo de alimentação -, e, até mesmo em rótulos de alguns remédios de farmácias de manipulação, frases como: "não contém química"; "sem adição de química"; "pão sem química nem composição" (esta, impressa em um saquinho de papel usado nas padarias, destinado à embalagem do produto), para ficarmos apenas por aqui.

A Química "paga o pato" pelo emprego indevido, inadequado (consciente, ou não) que é feito de certas substâncias. O que está por trás de tudo isso é a idéia gerada no imaginário popular de que, onde entra "química", não pode ser boa coisa, deve ser prejudicial, portanto, é bom ficar longe de certos produtos ou procedimentos. E a Química faz parte incontestável de nossa vida, de nosso dia-a-dia!

Mas, um ditado popular, bastante conhecido, diz que "a voz do povo é a voz de Deus". Vai daí que, atrás de toda essa "sabedoria" popular há, por vezes, um fundo de razão. Tanto é assim que, dos aproximadamente 100.000 produtos químicos usados na indústria mundial, para uma grande parte deles, os efeitos sobre a saúde humana e o meio ambiente não são ainda conhecidos.




Produtos Químicos

Créditos: REACH



Feita tal constatação, a boa notícia é que a REACH (Registration, Evaluation and Authorisation of Chemicals), da Europa, deverá tornar possível que, até 2007, 30.000 dessas substâncias sejam analisadas.

Um projeto de cooperação entre biólogos, químicos e pesquisadores ligados à informática será levado a cabo graças ao Centro de Técnicas da Informação e de Cálculos à Grande Velocidade (ZIH), da Universidade Técnica de Dresde, Saxônia (Alemanha), inserido no quadro do Projeto CHEMOMENTUM.

Trata-se de uma tentativa de criar uma rede "GRID", que tornará possível interligar computadores do mundo todo e, assim, efetuar a troca de dados, graças a uma unidade virtual.

Aproximadamente 2.600.000 euros da União Européia serão usados para subvencionar o Projeto CHEMOMENTUM.

Os resultados, quem sabe, poderão alertar devidamente os consumidores para certos produtos, aliviando "um pouco" o peso das costas da Química.

REACH (http://ecb.jrc.it/REACH/), consultado em 08 de agosto de 2006 (Tradução/Texto - MIA).


<< voltar para novidades

 © 2001-2017 LQES - lqes@iqm.unicamp.br sobre o lqes | políticas | link o lqes | divulgação | fale conosco